Jair Bolsonaro desiste da criação do Renda Brasil e manterá o Bolsa Família

O presidente Jair Bolsonaro utilizou suas redes sociais, nesta terça-feira (15), para afirmar que: “congelar aposentadorias, cortar auxílio para idosos e pobres com deficiência é um devaneio de alguém que está desconectado com a realidade. Como já disse, jamais tiraria dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos”. Essa hipótese foi levantada como forma para viabilizar financeiramente a construção do Renda Brasil. Mas, como a ideia está descartada pelo governo, Bolsonaro deu como encerrada a discussão sobre o novo programa de renda mínima até 2022: “E última coisa, para encerrar: até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final”, concluiu.