Ministro Celso de Mello dá 72 horas para envio dos registros da reunião citada por Sérgio Moro

O STF deu ao Palácio do Planalto o prazo de 72 horas para entregar gravações de reuniões citadas pelo ex-ministro da justiça, Sergio Moro, em depoimento à Polícia Federal. A decisão é do ministro Celso de Mello, responsável pelo inquérito que investiga suposta intervenção política do presidente Jair Bolsonaro na PF. E mais: Presidente do Senado diz que não vai acatar mudanças propostas para o orçamento de guerra.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.