Operação investiga suspeita de superfaturamento na compra de testes para covid-19

O Ministério Público suspeita que a secretaria de saúde do Distrito Federal superfaturou a compra de testes de coronavírus, a operação investiga desvios também em outros estados. Estão sendo cumpridos 74 mandados de busca e apreensão em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Bahia. Os testes comprados sem licitação teriam sido superfaturados em R$ 30 milhões. O material ainda seria pouco confiável dando falsos resultados negativos. Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.