Wilson Witzel é afastado do governo do Rio de Janeiro por ordem da justiça

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi afastado do cargo por 180 dias. A ordem é do Superior Tribunal de Justiça, por suspeita de fraude na saúde, durante a pandemia. O vice-governador Cláudio Castro deve assumir o cargo, mas ele também foi alvo de busca e apreensão nessa operação. O mesmo aconteceu com o presidente da Alerj, deputado André Ciciliano. A operação da Polícia Federal investiga corrupção em contratos públicos principalmente na área da saúde no estado do Rio. A polícia passou a manhã no Palácio Guanabara, sede do governo e no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador. A defesa do governador disse que recebeu com surpresa o afastamento e que tomará as medidas cabíveis. Já o governador acredita ser alvo de perseguição política.