JR na TV Advogados e religiosos ouvidos pelo Jornal da Record discordam da decisão do STF sobre cultos

Advogados e religiosos ouvidos pelo Jornal da Record discordam da decisão do STF sobre cultos

Especialistas argumentam que decisão fere preceito inviolável da liberdade religiosa

O bispo Eduardo Kerpen, da Igreja Internacional da Plenitude de Deus, considera que a decisão de proibir os cultos presenciais viola um direito garantido pela Constituição. Para o pastor Edson Rebustini, da Igreja Bíblica da Paz, as instituições deveriam ser consideradas serviços essenciais. Para Jean Regina, advogado do Instituto Brasileiro de Direito e Religião, os decretos estaduais e municipais não deveriam estar acima do texto constitucional.

Últimas