JR na TV Artista plástico será indenizado após passar 18 anos na cadeia por ser confundido com estuprador

Artista plástico será indenizado após passar 18 anos na cadeia por ser confundido com estuprador

A verdade só veio à tona depois que uma das vítimas reconheceu o verdadeiro abusador na rua

Eugênio Fiúza vai receber uma indenização de R$ 2 milhões do governo do estado de Minas Gerais, além de uma pensão vitalícia de cinco salários mínimos. O artista plástico ficou preso por 18 anos por estupros que não cometeu. Fiúza foi preso injustamente pela semelhança física com o criminoso que ficou conhecido como Maníaco do Anchieta. A verdade só veio à tona depois que uma das vítimas reconheceu o verdadeiro abusador na rua.

Últimas