JR na TV Augusto Nunes: imposto para 'big techs' vai corrigir injustiça histórica

Augusto Nunes: imposto para 'big techs' vai corrigir injustiça histórica

Proposta aceita pelos países do G7 prevê um imposto mínimo mundial de 15% para as empresas multinacionais

Um levantamento recente divulgado pelo Congresso constatou que as grandes empresas de tecnologia vão muito bem no Brasil. Empregam pouca gente e pagam 76% menos impostos sobre o lucro. Para Augusto Nunes, essa injustiça histórica está prestes a ser corrigida pelo novo imposto global acordado pela cúpula do G7, que reúne os sete países mais ricos do mundo. O acordo pode render ao Brasil mais de R$ 5,5 bilhões por ano em arrecadação. "Nenhuma dessas empresas será ameaçada pela falência por causa disso, mas é um dinheiro e tanto sobretudo para nações atormentadas por crises econômicas agravadas pela pandemia de coronavírus", finaliza. Assista ao comentário.

Últimas