Bolsonaro envia carta ao presidente de Angola pedindo segurança a religiosos ameaçados

O presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta ao presidente da Angola pedindo garantias de segurança aos religiosos que estão sendo perseguidos e ameaçados no país africano. A crise já dura mais de três semanas desde que templos da Igreja Universal do Reino de Deus foram invadidos por dissidentes angolanos. Senadores brasileiros também desejam formar uma comitiva para viajar até a Angola e verificar a situação.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda esta versão que é exclusiva para o digital.