Câmara dos Deputados defende aumento da renda mínima para brasileiros em vulnerabilidade social

A ideia dos deputados é que a bolsa emergencial seja de R$ 500 e não de R$ 200, conforme foi sugerido pelo governo. Para ter acesso ao auxilio, a pessoa vai ter que ter mais de 18 anos, não ter emprego formal, não receber beneficio do governo e ter renda de até meio salário mínimo mensal.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.