Casal é preso suspeito de integrar milícia que expulsa moradores no Rio de Janeiro

Um dos presos usava tornozeleira eletrônica porque já cumpria pena por porte de arma de fogo em regime semiaberto. Segundo a polícia, ele era o responsável por expulsar moradores que não concordavam com as ações da quadrilha. A mulher dele também foi presa na operação. Ela é suspeita de fazer cobranças daqueles que eram ameaçados. Só os dois são suspeitos de retirar de casa mais de 10 famílias.