Chefes de milícia investigada pela morte de Marielle Franco são presos no Rio

Leonardo Gouveia da Silva e o irmão, Leandro Gouveia da Silva, foram presos. Para a polícia, Leonardo é quem comanda o "Escritório do Crime", um grupo de extermínio que mata por encomenda há pelo menos dez anos. Ele teria se tornado chefe da milícia depois que outro ex-PM, Adriano da Nóbrega, foi morto em uma ação da polícia na Bahia. O grupo é investigado pela morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes em 2018.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.