Com ex-jogador, quadrilha usava prédio nobre de SP para traficar drogas

Gilmara Lima Lasclota, que se apresentava como empresária, é apontada pela polícia como chefe do bando. Ela tinha várias salas comerciais no prédio e cinco empresas, todas de fachada. O local servia como uma espécie de central de distribuição de cocaína. Cinco pessoas foram presas, entre elas o ex-jogador de futebol profissional Wellington Índio, que chegou a atuar no Palmeiras.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.