Corpo do miliciano Adriano da Nóbrega passa por nova perícia no Rio de Janeiro

O pedido para uma segunda necropsia foi feito pelo Ministério Público baiano, que quer saber a trajetória dos tiros que mataram o ex-capitão do Bope, Adriano da Nóbrega. O exame pretende esclarecer ainda se há no corpo sinais de tortura ou execução. A perícia aconteceu no Rio de Janeiro e foi acompanhada por autoridades e peritos da Bahia. O laudo deve ficar pronto em até 15 dias.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.