JR na TV CPI: documentos indicam suposto superfaturamento da Precisa Medicamentos na venda de testes

CPI: documentos indicam suposto superfaturamento da Precisa Medicamentos na venda de testes

Empresa é a mesma que intermediou a venda da vacina Covaxin para o Ministério da Saúde

Documentos analisados pela CPI da Pandemia mostram que a Precisa Medicamentos, investigada no caso Covaxin, também intermediava a compra de testes para a covid-19. Existe a suspeita de superfaturamento das vendas. A maior diferença foi encontrada em uma auditoria do governo do Distrito Federal. Ela apontou que a Precisa vendeu 150 mil testes rápidos no valor de R$ 139,90. Exatamente o mesmo teste foi oferecido pela Precisa à prefeitura de Conde (BA) por R$ 78. Os senadores da CPI querem investigar por que uma diferença tão grande de preço.

Últimas