Crime ambiental: arara-canindé é resgatada com as penas arrancadas

Em Mato Grosso do Sul, a polícia investiga um crime ambiental contra uma arara-canindé, que teve as penas arrancadas. O pássaro foi resgatado e está agora aos cuidados de um centro de reabilitação. É provável que demore até um ano para a ave ganhar uma nova plumagem.