JR na TV Duração da proteção de vacinas contra a covid-19 ainda é incerta para especialistas

Duração da proteção de vacinas contra a covid-19 ainda é incerta para especialistas

Segundo a farmacêutica Pfizer, imunização após aplicação da segunda dose é garantida por seis meses

Uma dúvida comum no processo de vacinação contra o coronavírus, no mundo inteiro é sobre o tempo de proteção que as vacinas oferecem depois de completar a imunização. O Instituto Butantan, responsável pela Coronavac, e a Fiocruz, pela vacina AstraZeneca/Oxford, explicam que ainda não existem estudos específicos para determinar, de forma exata, a durabilidade da imunização. Segundo a farmacêutica Pfizer, durante pelo menos seis meses depois da aplicação da segunda dose a pessoa vacinada está protegida.

Últimas