Empresário brasileiro Carlos Ghosn foge do Japão e se asila no Líbano

Ghosn, que responde por crimes fiscais no Japão, afirmou que deixou o país para escapar do que chamou de um julgamento injusto. O advogado dele no Japão disse que a fuga foi inesperada. O empresário foi preso em 2018, mas no começo deste ano pagou fiança de mais de R$ 30 milhões para aguardar a sentença em prisão domiciliar.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.