JR na TV Ex-diretor do Ministério da Saúde, Roberto Dias é preso acusado de mentir na CPI da Pandemia

Ex-diretor do Ministério da Saúde, Roberto Dias é preso acusado de mentir na CPI da Pandemia

Dias depôs sobre a acusação de ter pedido propina ao representante da Davati, Luiz Paulo Dominguetti

A CPI da Pandemia teve sua primeira prisão nesta quarta-feira (7). Foi do ex-diretor de logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, que depôs sobre a acusação de ter pedido propina ao representante da Davati, Luiz Paulo Dominguetti, durante uma suposta negociação da vacina AstraZeneca. Dias negou a acusação e chamou Dominguetti de 'picareta'. Já no fim da sessão, Omar Aziz, presidente da comissão, disse que Roberto Dias seria preso porque teria mentido no depoimento. Áudios retirados do telefone de Dominguetti foram exibidos. Alguns senadores apelaram para que Aziz revisse a decisão, mas ele a manteve.

Últimas