Farmácias estão liberadas para fazer testes rápidos de coronavírus

Segundo o Conselho Federal de Farmácia, isso vai ampliar o acesso ao exame, reduzir custos, evitar aglomerações, além de diminuir a procura na rede pública de saúde. A medida vai valer durante a situação de emergência de saúde pública. Além de hospitais e laboratórios, farmácias regularizadas pela Anvisa poderão aplicar os testes rápidos. Não será necessária receita médica com o pedido do exame. 

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.