JR na TV Funcionários do Samu protestam por atraso nos salários no Rio de Janeiro

Funcionários do Samu protestam por atraso nos salários no Rio de Janeiro

O Superior Tribunal de Justiça suspendeu os pagamentos relacionados ao contrato, sem licitação, assinado, no fim de março, entre o governo do Rio e a empresa "Ozz Saúde", que ficaria responsável pela gestão do Samu, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. O STJ vê indícios de irregularidades e superfaturamento no acordo firmado de R$ 166 milhões. Sem salários, os profissionais da saúde protestaram contra o governador Wilson Witzel.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.

Últimas