JR na TV GO: Justiça afasta secretário de saúde por vacinar esposa fora do grupo prioritário

GO: Justiça afasta secretário de saúde por vacinar esposa fora do grupo prioritário

O Ministério Público investiga se Assis Silva cometeu crime de abuso de autoridade e prevaricação após a esposa ser vacinada com uma das 280 doses que chegaram ao município

No cargo há vinte dias, o secretário de saúde da cidade de Pires Rio, em Goiás, foi afastado por 60 dias por determinação da Justiça, enquanto os fatos são apurados. O Ministério Público investiga se Assis Silva cometeu crime de abuso de autoridade e prevaricação, que é quando o servidor público usa da função para obter benefício próprio. Em vídeo postado na internet, ele pede desculpas por ter vacinado a esposa com uma das 280 doses recebidas pelo município.

Últimas