JR na TV Google se nega a fornecer dados sobre usuários que buscaram o nome de Marielle

Google se nega a fornecer dados sobre usuários que buscaram o nome de Marielle

O Tribunal de Justiça do Rio determinou que o Google, maior site de buscas do mundo, forneça dados capazes de identificar usuários que procuraram pelo nome da vereadora Marielle Franco dias antes do assassinato. A sede brasileira da empresa americana, porém, entrou com um recurso no STJ para não cumprir a ordem, alegando que protege a privacidade dos usuários e que atende a pedidos "desde que eles respeitem preceitos constitucionais e legais".

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.