JR na TV Grupos que oferecem crianças para adoção nas redes sociais são alvo de investigação

Grupos que oferecem crianças para adoção nas redes sociais são alvo de investigação

A Promotoria da Infância e da Juventude de São Paulo investiga dois grupos nas redes sociais que oferecem crianças para adoção, o que é ilegal. Alguns bebês chegam a ser vendidos. O Facebook tem até 30 dias para divulgar as identidades dos administradores das páginas, que serão chamados para prestar depoimento.

Últimas