Hackers são acusados de tentar roubar segredos de vacinas com suposto apoio da Rússia

O grupo de hackers “Cozy Bear” foi acusado de tentar roubar pesquisas sobre vacinas contra a covid-19. Uma investigação feita em conjunto pelo Reino Unido, Canadá e Estados Unidos afirma que a organização está diretamente ligada ao Serviço de Inteligência da Rússia. O país anunciou esta semana que avançou para os testes de vacinas em humanos. Moscou negou conhecimento dos ataques. Investigadores suspeitam que o grupo seja responsável por atacar universidades e empresas farmacêuticas na busca por informações.