JR na TV Hong Kong: polícia prende ativista e tenta impedir homenagens às vítimas de massacre

Hong Kong: polícia prende ativista e tenta impedir homenagens às vítimas de massacre

Prisão acontece no dia em que anualmente acontece uma homenagem às vítimas do massacre na Praça da Paz Celestial, em Pequim

A polícia de Hong Kong prendeu uma das líderes do movimento pró-democracia. Há 32 anos, acontecia o massacre na Praça da Paz Celestial, uma ação violenta do exército chinês em Pequim, para acabar com manifestações lideradas por estudantes. O número de mortos até hoje não foi divulgado, mas estima-se que tenham sido milhares. A prisão de Chow Hang-Tung faz parte dos esforços do governo para impedir a realização de uma homenagem às vítimas que acontece todos os anos. A ativista é acusada de promover encontros ilegais.

Últimas