Juíza que cuida do impasse entre a Prefeitura do Rio e a Lamsa vai atuar na Justiça Eleitoral

A juíza responsável pelo caso da briga judicial entre a empresa Lamsa e o poder público – que disputam a concessão da Linha Amarela do Rio de Janeiro -, vai atuar na Justiça Eleitoral. Juristas apontam que a decisão é polêmica, já que o prefeito Marcelo Crivella está envolvido na disputa e também é candidato à reeleição. Na nova função, Regina Lúcia Chuquer, da Sexta Vara de Fazenda Pública, terá a missão de julgar e cassar o registro de candidaturas nas eleições municipais do Rio de Janeiro.