Julgamento de arquiteta acusada de matar os pais e a empregada é o mais longo de Brasília

O julgamento criminal mais longo da história de Brasília entrou em seu nono dia. No banco dos réus está a arquiteta Adriana Villela, acusada de mandar matar os pais e a empregada doméstica da família em 2009. A ré prestou depoimento nesta terça (1) por oito horas e se disse inocente. A sentença deve sair na quarta (2).

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.