Justiça decreta prisão preventiva de seguranças que assassinaram homem negro em supermercado

Um homem negro foi espancado e morto por seguranças de um supermercado em Porto Alegre. A ação dos seguranças foi registrada por testemunhas. Nas imagens é possível ver quando os homens dominam e depois agridem brutalmente João Alberto Freitas, de 40 anos. Após o ocorrido, os seguranças foram presos em flagrante. O Instituto Geral de Perícias informou que a provável causa da morte de João Alberto foi asfixia.