Justiça do Paraguai nega mais um pedido de liberdade de Ronaldinho Gaúcho

Mesmo durante o recesso por causa do coronavírus, o Tribunal de Apelação se reuniu para analisar o terceiro pedido de liberdade de Ronaldinho Gaúcho e do irmão dele, Roberto de Assis Moreira. Os juízes entenderam que existe risco de fuga e que os irmãos podem atrapalhar as investigações se deixarem o presídio. O MP paraguaio afirma que Ronaldinho e Assis pagaram cerca de R$ 85 mil pelos passaportes.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.