JR na TV Mãe alega que superdosagem acidental de calmantes provocou a morte de Rafael Winkes

Mãe alega que superdosagem acidental de calmantes provocou a morte de Rafael Winkes

Alexandra Dougonkenski, mãe de Rafael Winkes, de 11 anos, prestou depoimento pela segunda vez na sede da Polícia Civil gaúcha. Ela seguiu a mesma linha de argumentação adotada desde o início: de que deu dois calmantes para o filho dormir e que a superdosagem, segundo ela acidental, provocou a morte do garoto. Porém, um dos laudos apontou asfixia mecânica com uso de uma corda. Para a polícia, existem elementos suficientes para enquadrar o caso como homicídio doloso, quando há intenção de matar. 

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda esta versão que é exclusiva para o digital.

Últimas