Na ONU, Bolsonaro exalta economia brasileira e defende política ambiental do governo

O presidente Jair Bolsonaro abriu a Assembleia-Geral da ONU com discurso que exaltou os feitos econômicos do governo durante a pandemia. Ele também fez questão de dizer que mantém tolerância zero contra crimes ambientais e comentou o que chamou de “politização da pandemia”, criticando também a dependência do mundo pelos produtos chineses na área de saúde. Bolsonaro ainda fez um apelo pela liberdade religiosa. O discurso durou 14 minutos e foi gravado na semana passada.