JR na TV PF conclui que assessores entregaram celulares a Daniel Silveira quando ele já estava preso

PF conclui que assessores entregaram celulares a Daniel Silveira quando ele já estava preso

Defesa do deputado alega que ele não foi submetido à revista no momento da prisão

A Polícia Federal apresentou um relatório sobre os dois celulares apreendidos com o deputado Daniel Silveira, do PSL, quando ele já estava preso. Pelo parecer, imagens das câmeras de segurança da superintendência da PF, no Rio de Janeiro, mostram que assessores entregaram os dois telefones ao parlamentar. Daniel Silveira teria escondido na calça os aparelhos que chegaram até ele em 17 de fevereiro, um dia após ter sido preso, por ameaçar ministros do STF. A defesa do deputado contestou o relatório em redes sociais. Segundo o advogado Maurizio Spinelli, o parlamentar já estava com os dois celulares e não foi submetido à revista no momento da prisão.

Últimas