JR na TV Plenário do Supremo mantém validade da lei que dá autonomia ao Banco Central

Plenário do Supremo mantém validade da lei que dá autonomia ao Banco Central

Lei estava sendo questionada por ter sido proposta por um senador e não pelo presidente

O plenário do Supremo Tribunal Federal manteve a validade da lei que deu autonomia ao Banco Central. A lei, aprovada pelo Congresso em fevereiro e sancionada pelo presidente Bolsonaro duas semanas depois, era questionada por dois partidos porque foi proposta por um senador, e não pelo presidente da República. Com a decisão, ficam mantidos pontos como o mandato de 4 anos para o presidente e os diretores da instituição.

Últimas