JR na TV Polícia de MG procura líder de facção criminosa que trabalhava no consulado de Moçambique

Polícia de MG procura líder de facção criminosa que trabalhava no consulado de Moçambique

Depois de uma operação do Ministério Público de São Paulo, a polícia de Minas Gerais também busca um dos chefes da maior facção criminosa do país, Marcos Roberto Almeida, conhecido como Tuta. Ele é um dos homens de confiança do antigo líder Marcola e está foragido. A investigação revelou que o criminoso chegou a atuar como funcionário do Consulado de Moçambique em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo o cônsul, Tuta foi contratado de acordo com todas as normas legais do consulado e nunca houve suspeita de sua ligação com o crime organizado.

Últimas