Professor envenenado em Brasília iria denunciar esquema de corrupção em instituição de ensino

Antes de morrer, o professor Odailton Charles Albuquerque, de 50 anos, enviou um áudio para um amigo falando que estava passando mal. Em outra gravação, o professor afirma que faria uma denúncia contra a Coordenação Regional de Ensino por desvio de recursos. Odailton morreu na última terça-feira. O delegado que investiga o caso e os médicos do Instituto de Criminalística confirmaram que o professor foi morto por envenenamento.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.