JR na TV Quadrilhas de sequestro-relâmpago usam 'laranjas' para transferir dinheiro das vítimas via Pix

Quadrilhas de sequestro-relâmpago usam 'laranjas' para transferir dinheiro das vítimas via Pix

Polícia de São Paulo desvendou a organização desses grupos

A polícia de São Paulo descobriu, em detalhes, como funciona a organização das quadrilhas que praticam o sequestro-relâmpago e roubam o dinheiro das vítimas por transferências via Pix. Dois a três criminosos armados escolhem e rendem as vítimas nas ruas. Eles recebem uma parte do valor roubado. Outro integrante da quadrilha é o 'conteiro'. Esse não participa diretamente do sequestro, mas indica quais contas bancárias receberão as transferências via Pix. Até 20 contas podem ser usadas no esquema. São todas de 'laranjas', pessoas que recebem cerca de 10% do valor creditado com o compromisso de sacar e entregar o restante do dinheiro em espécie para a quadrilha.

Últimas