Rio de Janeiro informa que alguns hospitais de campanha correm o risco de não serem inaugurados

A entrega de 6 hospitais já está atrasada. Um dos que corre o risco de não abrir é o de Casimiro de Abreu, no interior do estado. A obra é investigada por superfaturamento. O anúncio de que inaugurações podem ser canceladas foi feito pelo novo secretário estadual de Saúde, no hospital de campanha do Maracanã, o único operado pelo estado em funcionamento. Mas a unidade é alvo constante de denúncias.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.