JR na TV Senado aprova reforma eleitoral sem a volta das coligações partidárias

Senado aprova reforma eleitoral sem a volta das coligações partidárias

Segundo os senadores, volta das coligações permitiria a criação de mais partidos sem representatividade

Os senadores argumentaram que a volta das coligações permitiria a criação de mais partidos sem representatividade. A reforma também mudou a data da posse do presidente da República para 5 de janeiro e de governadores para 6 de janeiro. A PEC também prevê, até 2030, peso dois na contagem de votos para mulheres e negros na distribuição de recursos do fundo partidário eleitoral.

Últimas