STJ manda de volta à Justiça comum caso em que PMs são acusados de matar ambulante

O Superior Tribunal de Justiça mandou de volta à justiça comum o caso do ambulante que entrou no carro da polícia e apareceu morto. Os oito PMs acusados eram processados por um tribunal militar, que não apura homicídios. A decisão é liminar. A decisão ainda é provisória, mas a família do ambulante David Nascimento dos Santos já se sente confortada. Ele foi assassinado em abril, quando foi visto pela última vez em imagens no banco de trás de uma viatura. Horas depois, apareceu morto em um hospital.