JR na TV Witzel rompe contrato com organização contratada para construir e administrar hospitais de campanha no RJ

Witzel rompe contrato com organização contratada para construir e administrar hospitais de campanha no RJ

Ao anunciar a decisão, o governador Wilson Witzel fez uma denúncia ao afirmar que os respiradores que estavam sendo importados não são respiradores, são carrinhos de anestesia. O IABAS alega que o governo tinha conhecimento dos equipamentos comprados. E que há 9 dias já havia decidido encerrar o contrato, porque, de acordo com o instituto, em 40 dias o governo fez mais de 20 mudanças no projeto. Neste momento, 6 dos 7 hospitais de campanha prometidos pelo governo continuam de portas fechadas. Três unidades continuam sem data para inaugurar.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.

Últimas