Lorena Grupo de turistas foi surpreendido por vulcão em erupção na Rússia

Grupo de turistas foi surpreendido por vulcão em erupção na Rússia

Um grupo de turistas e cientistas foram surpreendidos quando o vulcão Bezymianny, da região Kamcharka na Rússia, entrou em erupção....

Lorena - Notícias
Grupo de turistas foi surpreendido por vulcão em erupção na Rússia

Grupo de turistas foi surpreendido por vulcão em erupção na Rússia

Lorena - Notícias

Um grupo de turistas foi surpreendido durante uma viagem na Rússia quando um vulcão entrou em erupção na última terça-feira (11).

Pyotr Kirinkin e Christina Kurochkina estavam viajando com um grupo de cientistas para ver o vulcão Bezymianny, no extremo leste da região Kamcharka, quando foram surpreendidos pela erupção do vulcão.

Grupo de turista é surpreendido por vulcão. Reprodução/youtube

No vídeo divulgado pelos dois turistas é possível ver o grupo fugindo com as suas motos e trenos, enquanto uma grande fumaça cinza e preta tenta alcançá-los. Depois de um tempo eles param e se protegem da fumaça usando os trenos e outros equipamentos.

Pyotr Kirinkin contou para a Reuters que, segundo alguns cientistas, o grupo teve sorte no incidente. Isto porque não ocorreu o fenômeno “fluxo piroclástico”, onde ao invés de lava, o vulcão expele uma mistura de gás quente, matéria vulcânica, cinzas e fragmentos de rocha, o qual pode chegar a ser mais rápido que um carro em movimento.

Porém, antes do fluxo piroclástico chegasse até o grupo, eles poderiam ser atingidos por uma nuvem cinza quente, que poderia ser mortal.

No começo da semana, a erupção de outro vulcão, Shiveluch, cobriu vilarejos próximos de cinzas vulcânicas e causou alertas na aviação. Shiveluch se encontra a 100 quilômetros de distância de Bezymianny.

Segundo o Ramo Kamchatka de Levantamento Geofísico da Academia Russa de Ciências, Shiveluch entrou em erupção depois da meia-noite da terça-feira (11), chegando ao seu pico seis horas depois. Suas cinzas chegaram a uma distância de 108 mil metros quadrados. A profundidade do acúmulo chegou a 8,5 centímetros, o maior número em 60 anos.

A região da Kamacharka também enfrentou, 24 horas depois da erupção de Shiveluch, um terremoto de magnitude 5.8. Porém, segundo os cientistas, este terremoto é uma consequência de outro terremoto no começo do mês de abril.

As autoridades garantem que não houve nenhuma casualidade depois as erupções.

Foto destaque: grupo de turista foge de vulcão. Reprodução/youtube

Últimas