Lorena Pesquisa mostra que mais de 60% dos brasileiros temem agressão física por escolha política

Pesquisa mostra que mais de 60% dos brasileiros temem agressão física por escolha política

Levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública em parceria com a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS), mostra que 67,5% dos brasileiros entrevistados temem a agressão física por escolhas políticas e partidárias

Lorena - Notícias
Pesquisa mostra que mais de 60% dos brasileiros temem agressão física por esco

Pesquisa mostra que mais de 60% dos brasileiros temem agressão física por esco

Lorena - Notícias

Estudo divulgado nesta quinta-feira (15) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública junto com a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS), revela que dois terços da população diz ter medo de ser agredido fisicamente por escolha política e partidária, de acordo com o levantamento, 67,5% dos entrevistados temem a agressão. 

Os dados do levantamento “Violência e Democracia: Panorama brasileiro pré-eleições de 2022” foram colhidos pelo Instituto Datafolha com 2.100 entrevistados entre os dias 3 e 13 de agosto deste ano.  

De acordo com a CNN, a porta-voz da RAPS, Isabelle Rodrigues ressaltou que “faz parte do regime democrático o direito de expressarmos nossas posições políticas, quando a população tem medo [de se expressar], temos um direito que está sendo tolhido. Isso é muito grave”.  

Cerca de 90% das pessoas entrevistadas concordam que o candidato que ganhar as eleições para presidente deste ano deverá ser empossado em 1º de janeiro de 2023, como indicado pela Constituição Federal. Quase 89,3% dos entrevistados consentem que os brasileiros escolherem seus líderes em eleições livres é fundamental para o exercício da democracia. De acordo com Isabelle, esses dados apontam que grande parte da população brasileira confia no sistema eleitoral e não está disposta a abrir mãos dos seus direitos políticos. 

Lorena - Notícias

Lorena - Notícias

Lorena - Notícias

Dados sobre temor de violência por escolha partidária. Arte Reprodução: ACrítica. Net

O índice de inclinação a democracia, feita de forma inédita nesta pesquisa, procurou identificar de maneira agregada o quanto a população está disposta a apoiar valores democráticos como respeito às leis estabelecidas e às instituições, deveres e direitos dos poderes públicos, separação dos poderes, processo eleitoral, direitos humanos e liberdade individual.  

O índice que varia de 0, que indica rejeição máxima a democracia, a 10 que aponta propensão máxima, foi considerado alto, com 7,25. De acordo a porta-voz da RAPS, existe espaço para criação de políticas públicas, permissão da participação efetiva dos cidadãos na democracia e fortalecimento dos direitos.

Foto Destaque: Brasileiros temem agressão por escolha política. Reprodução: Rede Brasil Atual.

Últimas