Lorena Rainha Elizabeth II morre aos 96 anos, no castelo de Balmoral, na Escócia - parte um

Rainha Elizabeth II morre aos 96 anos, no castelo de Balmoral, na Escócia - parte um

Elizabeth II se tornou a mais jovem mulher rainha e sua coroação aconteceu em 2 de junho de 1952, tornando um  feriado de quatro dias de festividades para celebrar o Jubileu de Platina de Elizabeth.

Lorena - Notícias
Rainha Elizabeth II morre aos 96 anos, no castelo de Balmoral, na Escócia - par

Rainha Elizabeth II morre aos 96 anos, no castelo de Balmoral, na Escócia - par

Lorena - Notícias

A rainha Elizabeth II faleceu hoje pela manhã (8), após completar mais de 70 anos de reinado. 

O comunicado oficial da morte da rainha, foi publicado e traduzido, do site oficial da família real britânica mostra comunicado da morte da Rainha Elizabeth II "A rainha morreu pacificamente em Balmoral esta tarde. O rei e a rainha consorte permanecerão em Balmoral esta noite e retornarão a Londres amanhã",

Então, Elizabeth II se tornou a mais jovem mulher rainha e sua coroação aconteceu em 2 de junho de 1952, tornando um  feriado de quatro dias de festividades para celebrar o Jubileu de Platina de Elizabeth.

Lorena - Notícias

Lorena - Notícias

Lorena - Notícias

foto da rainha Elizabeth II nos anos 1950(reprodução arquivo da famlia real )

A história da Rainha Elizabeth II 

Elizabeth Alexandra Marie nasceu em 21 de abril de 1926 em Londres, Inglaterra. Ao contrário de muitos monarcas, ela decidiu manter seu nome em vez de escolher um novo reinado. Seu pai era o rei George VI da Inglaterra e sua mãe era conhecida como "A Rainha Mãe", também conhecida como Elizabeth. Em 1947, casou-se com o príncipe Philip, mais tarde duque de Edimburgo.

Ela e o Duque têm filhos: Charles, Príncipe de Gales (14 de novembro de 1948), Princesa Anne Royal (15 de agosto de 1950), Andrew, Duque de York (19 de fevereiro de 1960) e Edward, Conde de Wessex (1964) 10 de março de 2008 ).

A rainha Elizabeth recebeu o nome de sua mãe, a rainha Elizabeth, sua bisavó, a rainha Alexandra, e sua avó, a rainha Mary.

Quando ela nasceu, Elizabeth não era a herdeira natural do trono britânico. O monarca é seu tio Eduardo VII, que abdicou para dar lugar a seu irmão, pai da atual rainha. Ela, o filho mais velho de Elizabeth e George VII,

Lorena - Notícias

Lorena - Notícias

Lorena - Notícias

A rainha um jovem e na foto do lado mais velha (reprodução-colagem das imagens de arquivo)  

Uma breve linha do tempo da  vida da rainha Elizabeth II  (parte um) 

11 de dezembro de 1936

Elizabeth torna-se herdeira presuntiva quando seu pai se torna o rei George VI, após a abdicação de seu irmão, o rei Edward VIII.

12 de maio de 1937

Elizabeth vai para a coroação de seus pais, o rei George VI e a rainha Elizabeth. Ela é a primeira mulher que, sendo herdeira presuntiva, vê seus pais coroados.

1939

Começa a Segunda Guerra Mundial. Elizabeth se muda, junto com sua irmã, para o Castelo Real de Windsor. Acredita-se que este foi o período em que Elizabeth conheceu o príncipe Philip da Grécia.

1942

O rei George VI nomeia Elizabeth coronel honorária do 500º Regimento de Guardas de Granadeiros, do Exército Real.

21 de abril de 1942

Elizabeth faz sua estreia pública oficial com uma revista do 500º Regimento de Guardas de Granadeiros no Palácio de Windsor

1944

Elizabeth é nomeada membro do Conselho Privado e do Conselho de Estado, que pode assumir as funções do rei durante sua ausência do país.

10 de julho de 1947

O rei George VI e a rainha Elizabeth anunciam o noivado de Elizabeth com o príncipe Philip da Grécia, um tenente da Marinha britânica

20 de novembro de 1947

A princesa Elizabeth se casa com Philip. Depois de receber a cidadania britânica e renunciar ao título grego, Philip se torna Sua Alteza Real o príncipe Philip, duque de Edimburgo. Elizabeth adquire o título de Duquesa de Edimburgo.

6 de fevereiro de 1952

Rei George VI morre de câncer de pulmão e Elizabeth ascende ao trono.

11 de abril de 1952

A rainha decreta que ela e seus descendentes continuarão a usar o sobrenome Windsor, adotado pela primeira vez pela família real britânica durante a Primeira Guerra Mundial.

2 de junho de 1953

Coroação da Rainha Elizabeth II ocorre na Abadia de Westminster, em Londres

16-22 de outubro de 1957

A rainha Elizabeth II e o príncipe Philip fazem sua primeira visita de Estado aos Estados Unidos, e ela faz seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas.

14 de maio de 1965

A rainha Elizabeth II dedicou um hectare de terra de Runnymede para construir um memorial ao presidente dos EUA, John F. Kennedy.

13 de junho de 1981

Um adolescente, Marcus Simon Sarjeant, atira contra a rainha seis vezes enquanto ela participa de um desfile em Londres. Ele é preso e acusado de traição.

9 de julho de 1982

Um homem consegue penetrar na segurança do Palácio de Buckingham e chega ao quarto da rainha, onde ela está.

16 de maio de 1991

A rainha se dirige a uma sessão conjunta do Congresso dos Estados Unidos. Ela é a primeira monarca britânica a fazê-lo.

24 de novembro de 1992

Em uma refeição comemorativa de seu 40º aniversário no trono, a rainha declara 1992 como "Annus Horribilis". Naquele ano, o duque e a duquesa de York se separaram, a princesa Anne e Mark Phillips se divorciaram, o distanciamento entre o príncipe e princesa de Gales aumentou e houve um incêndio no Castelo de Windsor.

26 de novembro de 1992

O primeiro-ministro John Major anuncia que a rainha começará a pagar impostos sobre sua renda pessoal. Sua fortuna pessoal é estimada em US$ 11,7 bilhões.

Abril de 1993

Entra em vigor uma disposição para que a rainha e o príncipe Charles paguem impostos, com o esclarecimento de que eles podem ser “excluídos” desse acordo a qualquer momento, a partir de abril de 1994.

Agosto de 1993

Pela primeira vez, o Palácio de Buckingham foi aberto ao público. O dinheiro arrecadado com os passeios ajudou a pagar a restauração do Castelo de Windsor.

Dezembro de 1995

Após intensa cobertura da mídia sobre o afastamento e os casos extraconjugais do príncipe e da princesa de Gales, a rainha pede que eles se divorciem.

1997

A rainha se dirigiu à nação ao vivo e na televisão para expressar sua dor pela morte da princesa Diana

1998

Apoia um plano para acabar com a discriminação de gênero na linha de sucessão ao trono.

Foto destaque: As fases da rainha Elizabeth II ( reprodução/ facebook) 

Últimas