Novo Coronavírus

Minas Gerais Aeronave desembarca em MG com as primeiras doses da Coronavac

Aeronave desembarca em MG com as primeiras doses da Coronavac

Governo de Minas organiza cerimônia para dar início à campanha de imunização dentro do próprio aeroporto de Confins

  • Minas Gerais | Lucas Pavanellu, doo R7, com Akemí Duarte, da RecordTV Minas

Aeronave com as primeiras doses da Coronavac pousou em Confins nesta segunda

Aeronave com as primeiras doses da Coronavac pousou em Confins nesta segunda

Reprodução / RecordTV Minas

Desembarcou no aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, na noite desta segunda-feira (18), a aeronave que trouxe o primeiro lote com mais de 500 mil doses da CoronaVac.

A primeira dose da vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinofarma, em parceria com o Instituto Butantan, será aplicada em território mineiro em uma cerimônia organizada pelo governo no próprio aeroporto. Ainda não foi divulgado quem serão os primeiros imunizados em Minas Gerais. 

O Governo de Minas Gerais organiza uma cerimônia nesta segunda-feira (18) para dar início à vacinação contra a covid-19 no Estado. O Executivo chegou a divulgar que a primeira vacinação seria feita no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte, mas alterou o local para o aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Grande BH.

O governador Romeu Zema (Novo) esteve em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo na manhã de hoje, para participar da cerimônia de entrega das primeiras doses da vacina pelo Ministério da Saúde. Neste primeiro momento, Minas Gerais vai receber 561 mil doses da CoronaVac, produzida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Essa quantidade é suficiente para imunizar cerca de 280 mil pessoas. 

Vacinação em BH

A capital mineira depende da chegada das primeiras doses da vacina para dar início à campanha de vacinação. De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, serão 60 mil doses, destinados a 30 mil profissionais de saúde que atuam nas UTIs de hospitais das redes pública e privada.

À medida em que outros lotes das vacinas forem chegando à capital mineira, a vacinação prossegue da seguinte forma:

- Profissionais de saúde que atuam nas enfermarias
- Profissionais de saúde que atuam nas UPAs e SAMU
- Demais profissionais de saúde e indígenas

Últimas