Novo Coronavírus

Minas Gerais ALMG elege presidente da CPI que apura casos de "fura-fila" na Saúde

ALMG elege presidente da CPI que apura casos de "fura-fila" na Saúde

João Vitor Xavier (Cidadania) vai liderar os trabalhos e Ulysses Gomes (PT) será o vice; CPI investiga irregularidades na vacinação

Líder da CPI também chefia a Comissão de Saúde

Líder da CPI também chefia a Comissão de Saúde

Divulgação / ALMG / Clarissa Barçante

A ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais) elegeu, nesta quinta-feira (18), a presidência da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que vai apurar as denúncias de “fura-fila” na Secretaria de Estado de Saúde.

O deputado João Vitor Xavier (Cidadania) foi escolhido para presidir a CPI, tendo o deputado Ulysses Gomes (PT) como vice. O relator da CPI será Cássio Soares (PSD). Todos os nomes foram eleitos por unanimidade.

As sessões da CPI vão acontecer de segunda à sexta-feira, sempre em horários alternativos aos das sessões realizadas no Plenário da Assembleia. Por conta do agravamento da pandemia da covid-19, todas as atividades da Casa nas próximas duas semanas serão realizadas de forma virtual.

“Fura-fila” na Saúde

A Comissão vai apurar as acusações de “fura-fila” na Secretaria de Estado de Saúde, reveladas pelo R7. O então chefe da pasta, Carlos Eduardo Amaral, é acusado de determinar a vacinação de servidores que não faziam parte do grupo prioritário, como funcionários em home-office e até o próprio secretário.

Após a repercussão do caso, Amaral e o número 2 da Saúde em Minas, Marcelo Cabral, foram exonerados. O número de imunizados na pasta, incluindo servidores da capital e de cidades do interior, tem mais de 2.600 nomes.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Flavia Martins y Miguel

Últimas