Minas Gerais Aluna de Medicina tem matrícula cancelada por fraudar cota de universidade do norte de MG

Aluna de Medicina tem matrícula cancelada por fraudar cota de universidade do norte de MG

Caso ocorreu na Unimontes, que fica na cidade de Montes Claros

  • Minas Gerais | Do R7 com Record Minas

Fraude foi descoberta por integrantes da própria Unimontes

Fraude foi descoberta por integrantes da própria Unimontes

Record Minas

Uma aluna do curso de Medicina da Unimontes (Universidade Estadual de Montes Claros), no norte de Minas, teve a matrícula cancelada por ter fraudado documentos ao se inscrever no sistema de cotas. As irregularidades foram identificadas por integrantes da própria instituição de ensino e apresentadas ao MP (Ministério Público).

Bianca Cardoso Portugal começou a cursar Medicina no segundo semestre deste ano por meio exatamente do sistema de cotas. No entanto, a documentação apresentada por ela não condizia com a verdade.

Para fraudar os documentos, a universitária teria contado com a ajuda dos pais, namorado e sogro, que também são investigados. Ela se declarou afrodescendente e mentiu em relação à renda familiar.

Leia mais notícias no R7 MG

Nos documentos, consta que o rendimento familiar de Bianca é de cerca de R$ 1.700 reais por mês. Entretanto, durante as investigações, foi descoberto que, só em 2012, a declaração de renda da mãe da estudante foi mais de R$ 140 mil. Além disso, a universitária ainda forjou um contrato de locação de imóvel com a ajuda do namorado e do sogro. Foi informado que ela morava nessa casa com a família e que todos pagavam R$ 500 pelo aluguel. Porém, há pouco tempo, a mãe da jovem comprou carro no valor de R$ 52 mil e, frequentemente, viaja para o exterior.

Diante de tantas provas, o MP confirmou a fraude e ordenou que Bianca e seus familiares devem responder pelo crime de falsificação.

O caso deve ser encaminhado à Justiça nos próximos dias.

Últimas