Minas Gerais Anvisa autoriza Governo de MG a importar vacina russa Sputnik V

Anvisa autoriza Governo de MG a importar vacina russa Sputnik V

Decisão excepcional libera a gestão Zema para concluir a compra de 428 mil doses do imunizante

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Governo só poderá vacinar 1% da população com a vacina russa

Governo só poderá vacinar 1% da população com a vacina russa

Ognen Teofilovski/Reuters - 06.05.2021

O Governo de Minas Gerais anunciou, na noite desta sexta-feira (2), que recebeu autorização excepcional da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para importar doses da vacina russa contra a covid-19, Sputnik V.

Como a decisão é excepcional e o imunizante ainda é oficialmente liberado no país, o governo poderá imunizar apenas 1% da população do Estado com o medicamento, o que representa aproximadamente 212 mil pessoas. Com isto, a equipe do governador Romeu Zema (Novo) negocia a compra de 428 mil unidades.

"Agora, o Fundo Soberano Russo vai, junto com a Seplag [Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão], dar a data da entrega [do lote], que eu espero que seja o mais breve possível", comentou o governador ao anunciar a autorização.

O pedido foi feito pela gestão, no fim do último mês de junho, nos mesmos moldes da solicitação feita por outros Estados, também liberada pela Anvisa no último mês.

Procurada, a Anvisa confirmou a liberação. Segundo o órgão, entre outras medidas, o governo de Minas Gerais só poderá importar as vacinas das fábricas inspecionadas pela Anvisa na Rússia, e deverá garantir a análise lote a lote que comprove ausência de vírus replicantes e outras características de qualidade, além de assegurar a notificação de eventos adversos graves em até 24 horas.

Últimas