tragédia brumadinho
Minas Gerais Após 4 meses, 90% das vítimas de Brumadinho são identificadas

Após 4 meses, 90% das vítimas de Brumadinho são identificadas

Defesa Civil de Minas Gerais informou que 243 corpos foram identificados, enquanto outros 27 seguem desaparecidos; buscas seguem no local

Corpo de Bombeiros segue trabalhando no local da tragédia

Corpo de Bombeiros segue trabalhando no local da tragédia

Divulgação / Corpo de Bombeiros

Quatro meses após o rompimento da barragem de Brumadinho, na Grande BH, a Polícia Civil confirmou a identidade de 90% das vítimas da tragédia da Vale. A Defesa Civil informou, nesta segunda-feira (27), que dos 270 mortos e desaparecidos, ainda falta a identificação de 27.

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informou que, nesta segunda, 131 militares trabalham nas buscas pelos desaparecidos em 18 frentes de trabalho. Além disso, 101 máquinas pesadas e um drone auxiliam nas operações.

Veja também: Brumadinho vira canteiro de obras 4 meses após tragédia em barragem

No dia 25 de janeiro, a barragem 1 da Mina Córrego do Feijão se rompeu. Desde então, o Corpo de Bombeiros, as Polícias Militar e Civil, e a Defesa Civil, trabalham para encontrar e identificar as vítimas.

Ajuda às vítimas

A Vale afirma que 275 famílias que foram vítimas receberam R$ 100 mil, e que os sobreviventes que moravam em imóveis atingidos pela lama, receberam outros R$ 50 mil.

A empresa diz ainda que “pessoas que tiveram seus negócios ou produção rural impactados pelo rompimento receberam R$15 mil”.

Além disto, foram feitas doações para a Prefeitura de Brumadinho, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e IML, que ultrapassam os R$ 50 milhões de reais.

* Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento