Assembleia de MG restringe entrada de visitantes devido ao coronavírus

Prédio do órgão, que fica na região Centro-Sul de Belo Horizonte, só vai poder ser acessado por deputados, servidores, terceirizados e pela imprensa

Medidas são preventivas para impedir proliferação

Medidas são preventivas para impedir proliferação

Reprodução / Google Street View

A ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Geais) vai restringir, a partir desta sexta-feira (13), a entrada de visitantes na sede do órgão, em Belo Horizonte, para evitar a proliferação do coronavírus.

A decisão foi divulgada pelo presidente da Casa, deputado Agostinho Patrus (PV), nesta tarde. Segundo o parlamentar, apenas servidores, terceirizados e a imprensa poderá acessar o prédio do órgão, que fica no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul da cidade.

Leia também: Governo de MG avalia parceria com hospitais privados

As medidas são preventivas e foram anunciadas no mesmo dia em que o Governo Estadual decretou situação de emergência em saúde para acelarar as ações de contenção. Cálculos da ALMG apontam que aproximadamente 6.000 pessoas passam pelo prédio da unidade diariamente.

De acordo com a presidência do Legislativo, as audiências públicas e os trabalhos dos parlamentares vão acontecer normalmente, porém, sem a presença de convidados. Além disto, todos os eventos da ALMG marcados para acontecer no interior do Estado foram cancelados.