Minas Gerais Aulas presenciais nas faculdades federais seguem proibidas em BH

Aulas presenciais nas faculdades federais seguem proibidas em BH

Mesmo com a nova portaria do Ministério da Educação, decreto da prefeitura impede a volta das atividades na capital mineira

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

UFMG ainda não se manifestou sobre o assunto

UFMG ainda não se manifestou sobre o assunto

Divulgação / UFMG

As faculdades federais localizadas em Belo Horizonte não poderão retomar as aulas presenciais a partir de janeiro de 2021, mesmo com a portaria do Ministério da Educação que determina as atividades.

Isso acontece porque os alvarás funcionamento de todas as instituições de ensino de Belo Horizonte foram cassados no mês de setembro.

Jean Mattos, secretário Adjunto de Planejamento, Orçamento e Gestão da cidade destacou à reportagem que a proibição vale para todos os centros educacionais “independente se públicos ou privados”.

A portaria do Ministério da Educação que marca a volta das aulas nas federais para o dia 4 de janeiro prevê que as atividades devem seguir de forma remota nas cidades ou Estados em que houver algum tipo de proibição.

Em nota, a Prefeitura de Belo Horizonte destacou apenas dois grupos podem realizar aulas presenciais na cidade, desde que peçam autorização à Secretaria Municipal de Saúde. São eles:

1 - As escolas de nível superior, para os cursos na área da saúde, somente para aulas laboratoriais e práticas;
2 - As escolas de educação profissional de nível técnico.

A reportagem procurou a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e o Cefet (Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais) para comentar sobre a possível volta às aulas, mas ainda aguarda retorno. Fontes da UFMG indicam que a universidade deve seguir as orientações da prefeitura.

Últimas